Semana do Bebê acontecerá de 13 a 20 de maio com diversas atividades

“Cuidando de quem cuida dos bebês” é o tema da 19ª Semana do Bebê de Canela, que acontece de 13 a 20 de maio, abrangendo debates, palestras, oficinas, painéis, rodas de bate papo, entre outras ações voltadas para os cuidados com a primeira infância. Realizado numa parceria entre a Prefeitura de Canela e a Universidade Luterana do Brasil (ULBRA), o evento tem como coordenador geral o vice-prefeito, Gilberto Cezar, que destaca as quase duas décadas de sensibilização. Apesar das dificuldades, neste período Canela se projetou em mais de 500 cidades do Brasil e quatro países através do trabalho da Semana do Bebê. “Tudo isso se deve através de mobilização e trabalho comunitário, o evento é uma experiência única, onde abre espaço para o bebê e sua família. Isso também reforça a autoestima dos pais e dos técnicos que atuam nessa área. A semana lembra a sociedade sobre a necessidade do afeto e cuidados com a primeira infância como base da construção de uma sociedade melhor”, ponderou Gilberto.

O vice-prefeito contou que durante o evento aprendeu sobre um dos temas mais importantes e que ainda não é tratado devidamente no Brasil, já que cerca de 30% das mulheres no mundo têm algum traço de depressão pós-parto. “Apoiar a mãe é essencial para superar essa doença. Por isso que nessa edição será abordado o tema ‘Cuidando de quem cuida dos bebês’. Também é de fundamental importância para que as crianças sejam cuidadas de forma mais saudável”, finalizou. A Semana do Bebê inicia com a tradicional missa de abertura marcada para às 18 horas de domingo, 13 de maio, na Catedral de Pedra. E o primeiro bebê que nascer no Hospital de Caridade de Canela durante o período de realização do evento, será considerado o Bebê Prefeito de 2018.

A IMPORTÂNCIA DO EVENTO

Durante 19 anos, a Ulbra e a Prefeitura Municipal de Canela investem esforços para a realização desse programa que já é consagrado e causa um impacto social tão significativo que atravessou fronteiras e está hoje no Uruguai, Inglaterra e Portugal. O Governo do Estado do Rio Grande do Sul também se inspirou nos moldes do projeto para criar a Semana Estadual do Bebê. Implementado no ano de 2000, por idealização dos professores da Ulbra, Odon Cavalcanti Carneiro Monteiro e Salvador Célia, o projeto contou com o apoio da Prefeitura de Canela. Na época, o índice de mortalidade infantil na cidade era superior a 13%. As primeiras visitas e ações preventivas do programa foram realizadas no município. Em 2010, a Fundação das Nações Unidas para a Infância (Unicef) publicou os resultados de dez anos de monitoramento: aproximadamente 2.000 famílias tinham recebido atendimento médico domiciliar gratuito e a mortalidade infantil foi reduzida em mais de 6%. As oficinas e palestras em escolas da educação básica da região auxiliaram também na queda dos índices de gravidez na adolescência e drogadição na gestação, tornando a Semana do Bebê um exemplo de ação de saúde. A Fundação publicou nesta época um manual para a implantação do evento em outras cidades. Hoje, mais de 500 municípios brasileiros utilizam esse modelo de ação e diversos países realizam estudos sobre a sua efetividade.